terça-feira, 24 de novembro de 2009

Jesus, O Bom Amigo

"Este é o meu mandamento: “Amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer." João 15.12-15
Queridos jovens, que o Espírito Santo do Senhor santifique os vossos corações e lhes possibilite uma vida de relacionamento com Jesus, nosso bom, fiel e verdadeiro amigo.

Hoje, compartilharemos o que é ser um bom amigo. Esta Palavra nos ensina a forma verdadeira e desafiante de como sermos verdadeiros amigos de Deus. Uma das palavras de Jesus bastante marcante é : Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos.”. Se observarmos atentamente a frase citada pelo Mestre, descobrimos o verdadeiro sentido de ser amigo, amigo se doa. Amigo não mede esforços, amigo se expõe, amigo dá a vida.

Jesus ensina-nos que quem quiser ser verdadeiramente amigo dEle deve se doar. Depois nos concede ainda outra instrução: “Sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando “ – o que significa obediência. Seremos Amigos de Jesus se obedecermos a tudo o que Ele nos mandou. Por conseqüência, se o fizermos, estaremos sendo também Amigos de Deus. O que temos por primeiro aqui é o verbo “Fazer” e “Obedecer”.

Este sentido de fazer ou obedecer a Jesus, nos conduz à Fidelidade diante da luta constante e diária a fim de que pertençamos a Deus e sejamos conhecidos dEle . Em outras palavras, para que a fidelidade se estabeleça em nós, necessitamos viver em Santidade. Este é um outro passo para atentarmos, pois para se obedecer aos mandamentos do Senhor, urge que tenhamos a disposição de obedecer a tudo o que Ele nos deixou e, via de regra, vivermos em Santidade. Sabemos que para uma amizade ser iniciada é preciso conhecer o amigo. Para conhecer Jesus é imprescindível deixá-Lo fixar os olhos em nosso Coração. Em outras palavras, ter uma experiência pessoal com o Senhor.

O caminho da Obediência e da fidelidade não começa sem que antes se tenha tido este encontro pessoal com o Senhor. Encontro como o de Zaqueu (publicano) o de Maria Madalena (prostituta), Bartimeu (cego), pessoas naturais, mas que se permitiram que o Senhor adentrasse fundo em seus corações, fizesse uma transformação, chamando-os ,desta feita, de filhos de Deus,trazendo-lhes a sua infinita misericórdia!

Podemos evidenciar que o texto não nos relata pessoas que já tivessem anos de amizade com Jesus, mas fala de pessoas que de alguma forma, abriram-se por inteiro a Ele. Revelaram-se ao Senhor. Não tiveram medo de expor seu mais íntimo Ser, seu Coração. Pessoas que tiveram seu encontro pessoal Cristo e que por isso alcançaram a Salvação Eterna. “ Eu vos chamo amigos, porq

ue vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai “ é resumido em “Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo” e ainda, “Amai o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração,e de toda a tua alma e de todo o teu espírito!" (Deuteronômio 6,5)


Mauricéia Lima é membro da Comunidade Vida Sede, professora de língua portuguesa na Universidade Estadual do Maranhão - UEMA, escritora e agora, colaboradora do Espaço da Juventude Vida

7 comentários:

Vanessa Dantas disse...

O amor é o princípio de todas as coisas realmente, e sem amor não pode existir irmandade entre aqueles que são chamados filhos de Deus.
Para tudo é necessário o amor, em nossa família, em nossa profissão, em nosso ministério... Ah! Como é maravilhoso trabalharmos com amor, não existe nada realmente mais prazeroso, embora estejamos cansados, fadigados, nada pode suplantar a experiência de realizar com amor tudo que fomos chamados para fazer.
E Mauricéia, tenho certeza, foi chamada exatamente para exercer a profissão do amar. Parabéns, pela amiga que és para mim, obrigada pelos conselhos e por isso mesmo aprendi a amar-te muiiiitooo,
Bjs e sucesso sempre!!!

Juventude Vida disse...

teste

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
. disse...

I Corintios 13 “Eu poderia falar todas as línguas que são faladas na terra e até no céu, mas, se não tivesse amor, as minhas palavras seriam como o som de um gongo ou como o barulho de um sino”.
Poderia ter o dom de anunciar mensagens de Deus, ter todo o conhecimento, entender todos os segredos e ter tanta fé, que até poderia tirar as montanhas dos seus lugares, mas, se não tivesse amor, eu não seria nada. Poderia dar tudo o que tenho e até mesmo entregar o meu corpo para ser queimado, mas, se eu não tivesse amor, isso não me adiantaria nada. Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso. Quem ama não é grosseiro nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas. Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo. Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência. O amor é eterno. Existem mensagens espirituais, porém elas durarão pouco. Existe o dom de falar em línguas mas logo acabará. Existe o conhecimento, mas também terminará. Pois os nossos dons de conhecimento e as nossas mensagens espirituais são imperfeitos. Mas, quando vier o que é perfeito, então o que é imperfeito desaparecerá.
Quando eu era criança, falava como criança, sentia como criança e pensava como criança. Agora que sou adulto, parei de agir como criança. O que agora vemos é como uma imagem imperfeita num espelho embaçado, mas depois veremos face a face. Agora o meu conhecimento é imperfeito, mas depois conhecerei perfeitamente, assim como sou conhecido por Deus. Portanto, agora existem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor. Porém a maior delas é o amor.”
A PAZ!!!!
Bjos no coração.
Irmã Mauricéia Lima

Juventude Vida disse...

drfasdfs

Juventude Vida disse...

asa SDF

Anônimo disse...

REWQERQ WEQWE